Notícias

II Mostra Teatral de Cenas Curtas do UNICERP apresentou 16 cenas

06/07/2018

O Centro Universitário do Cerrado Patrocínio organizou nos dias 29 e 30 de junho a II Mostra Teatral de Cenas Curtas. O evento faz parte do projeto UNICERP Cultural.

O Auditório do Núcleo de Práticas Jurídicas, Administrativas e Contábeis do UNICERP recebeu bom público para os dois dias de apresentações. Foram exibidas 16 cenas curtas de nove grupos e companhias de teatro. Participaram cerca de 40 artistas locais.

As cenas, com duração máxima de 15 minutos, abordaram diversos temas e assuntos polêmicos, em categorias que foram desde o infantil até o drama. As apresentações foram elogiadas pelo público que assistiu ao evento.

A II Mostra Teatral de Cenas Curtas do UNICERP premiou o melhor ator, a melhor atriz, a melhor cena, o destaque e a melhor cena júri popular. Os jurados foram o ator e estudante de Artes Cênicas Gleison Guilherme dos Santos, a atriz Karyne Louise Ferreira e o jornalista Luiz Antônio Costa Júnior.

A melhor atriz foi Luciana Dolores Jerônimo Borges, da Cia. Borboletas no Aquário, pelos papéis de Negro Pastinha, Quincas e Quitéria em “Morte e morte de Berro D’água”.

Victor Mendes foi escolhido o melhor ator. O artista subiu ao palco por três vezes, em “Hakuna Matata”, “O Último Crime”, “Enfim só...!” e “(A)dversidade”.

O destaque foi a cena “Sorri...”, da Cia. Sonhos Teatrais, que apresentou o dia a dia do palhaço e as dificuldades diárias. “Sorri...” teve Maercio Souza como ator e diretor e Luana do Carmo como atriz.

A Cia. Borboletas no Aquário ficou com o prêmio de melhor cena, com “Morte e morte de Berro D’água”. Figurando na categoria contação de histórias, a cena foi baseada no texto de Jorge Amado e conta como foi a vida e a morte de Quincas Berro D’água. Reflete sobre a alegria e a perda de um amigo.

O público também participou, votando após a apresentação de cada cena. A eleição acabou empatada. As cenas “Um olhar para a rua” (Studio Angélica Fonseca) e “Hakuna Matata” (Cia. Sonhos Teatrais) receberam a mesma pontuação e foram escolhidas as melhores cenas júri popular.

As jovens atrizes Julia Sebaio, Clara Figueira, Carol Nogueira, Marcela Mendonça, Sarah Eliza e Paula Ávila foram dirigidas por Flávia Carvalho Arvelos. “Um olhar para a rua” discute a maneira como indiferente e violenta que a sociedade trata as crianças de rua.

Já o infantil “Hakuna Matata” é uma cena inspirada nos personagens Timão e Pumba, do filme “O Rei Leão”. A direção foi de Maercio Souza, que também interpretou Pumba, e participação de Sileze Mendes como Simba e Victor Mendes como Timão.

Através do UNICERP Cultural, o Centro Universitário do Cerrado Patrocínio tem o objetivo de movimentar a cena cultural e dar oportunidades aos artistas regionais. “Nós incentivamos qualquer manifestação artística. O teatro é uma ferramenta muito importante para o desenvolvimento local e o fortalecimento da educação. O UNICERP agradece a confiança de cada um e parabeniza todos os artistas que participaram da Mostra”, exaltou o Prof. Dr. Wagner Antônio Bernardes, reitor do UNICERP.

 

Premiados e indicados

Categoria: Melhor atriz
Vencedora:
Luciana Dolores Jerônimo Borges em “Morte e morte de Berro D’água” (Cia. Borboletas no Aquário)
Indicadas:
Gabriela em “Decisões” (Ministério de Teatro Anjos da Rua);
Laira Arvelos em “Não é não” (Grupo Teatral Mandala).

 

Categoria: Melhor ator
Vencedor:
Victor Mendes em “Hakuna Matata” (Cia. Sonhos Teatrais).
Indicados:
Maercio Souza em “Sorri...” (Cia. Sonhos Teatrais);
Paulo Lima em “Direção perigosa” (Cia. Máxima de Teatro).

 

Categoria: Destaque
Vencedor:
Cena “Sorri...” (Cia. Sonhos Teatrais)
Indicados:
Coletivo recomendados em “(A)dversidade”;
Karol Souza em “Asas ao redor de mim” (Cia. Máxima de Teatro).

 

Categoria: Melhor Cena
Vencedora:
“Morte e morte de Berro D’água” (Cia. Borboletas no Aquário)
Indicadas:
“Asas ao redor de mim” (Cia. Máxima de Teatro);
“Direção perigosa” (Cia. Máxima de Teatro).

 

Categoria: Melhor Cena Júri Popular
Vencedoras:
“Um olhar para a rua” (Studio Angélica Fonseca) e “Hakuna Matata” (Cia. Sonhos Teatrais)

 

Por Luiz Costa Júnior (Comunicação UNICERP) | Fotos: Michelle Brasileiro

Autorizada reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte